sexta-feira, 17 de junho de 2011

; viver (...)

Mas essa sede de outro corpo é que nos deixa loucos e vai matando a gente aos pouquinhos.
Caio Fernando Abreu

Viver sem amar não é realmente viver.

Sem comentários:

Enviar um comentário